terça-feira, 2 de agosto de 2011

SBT e o jornalismo: nada à ver

Na foto, Analice Nicolau e Hermano Henning, apresentadores do Jornal do SBT Manhã

Tudo mundo sabe. Eles tentam disfarçar. Esse é o jornalismo “de confiança” do SBT. Absolutamente, posso falar que é um lixo completo.

Quando se fala em jornalismo, o SBT é um antônimo dele. A emissora do todo poderoso Silvio Santos trata o jornalismo como a coisa menos prioritária da programação. Eles preferem colocar duas horas de reprises de novelas chatas mexicanas do que uma hora de telejornal, que poderia lhe dar um Ibope maior, além de uma cota de patrocínio bem grande.

Em todos os principais canais da televisão aberta, o jornalismo é levado à sério. É tão sério, que a Globo, a Record e a Band tem seus próprios canais dedicados à dedicados à notícia, que são respectivamente Globo News, Record News e BandNews.

E no SBT, sabe como é levado o jornalismo? É só gravar o jornal uma vez, e repetir três vezes seguidas. Isso mesmo que você leu, o Jornal do SBT Manhã é gravado, e repetido das 4 até às 7 e meia da manhã, as mesmas notícias.

Além disso, o programa só tem audiência porque é o único no ar entre às 4 e 6 da manhã, horário que muita gente sai de casa para o trabalho, ainda tendo que encarar ônibus lotado, chefe, e muito mais.

Outra coisa ruim, que além de gravado, eles tem a picaretagem de colocar uns flashes ao vivo com outro apresentador, só para fingir que deu todas as notícias completas, até com reportagem.

Certamente digo isso: se o SBT não sabe fazer um jornalismo decente, não deve fazer, deixa para quem sabe fazer. Se insistir, faça algo que preste, investir é um bom negócio, mesmo se for só um real.

Quase esquecendo – PS: O Furo MTV tem mais credibilidade do que o SBT…

0 comentários :

Postar um comentário